Nossa história

 

A história da CURTLO começa bem antes da marca ter um nome, se misturando com a trajetória de vida Fernando Oliveira, o fundador da marca. Como um inquieto morador da zona norte de São Paulo, Fernando já desbravava trilhas pela serra da Cantareira na década de 80. Primeiro de moto e depois de bicicleta, uma Caloi Cruiser com três marchas adaptadas. Como fiel praticante da modalidade, e atento e inventivo por natureza, Fernando percebeu que faltavam acessórios básicos aos bikers, antes mesmo da modalidade cair no gosto popular. Ele sentia na pele, e na bike, uma carência em relação a esse esporte no Brasil, e não media esforços para fazer as coisas conforme suas necessidades de atleta.

 

Acredite

No entanto, foi no início de 1990, durante uma viagem aos Estados Unidos, que Fernando conheceu o acessório de bicicleta que mudaria sua vida: a bolsa de selim. Ele acreditava piamente, com todas as suas forças, que aquilo uma hora daria certo, queria construir um negócio no qual pudesse por em prática seus valores, para movimentar o mercado e trazer coisas novas.

E assim, munido de folhas de cartolina e de papel, conseguiu arquitetar um modelo semelhante. Passou uma madrugada inteira riscando, cortando e montando as partes do produto até que, finalmente, nasceu o primeiro protótipo da bolsinha de selim.

Na mesma semana, Fernando investiu os únicos US$ 700 que tinha numa máquina industrial, e a instalou na casa de um costureiro, que não acreditou na viabilidade do projeto, afinal teria um alto nível de dificuldade. Resultado: até hoje a bolsa é uma unanimidade entre os bikers, mas foi realmente difícil conseguir explicar tamanha funcionalidade num período em que o mountain bike ainda não era visto nem como uma atividade promissora no Brasil.

Após inúmeras noites mal dormidas e com bolhas de sangue nos dedos, Fernando saiu para a venda inaugural. Ouviu diversos não, mas aos poucos, o negócio caminhava. As encomendas eram feitas por amigos, conhecidos e por pessoas que viam alguém utilizando o produto e se informavam sobre ele.

 

A Evolução

Em 1993, já com um nome para estampar em seus produtos, Fernando ampliou o mix da marca num processo natural de evolução. E, em pouco tempo, a CURTLO já produzia mochila, alforje e mala-bike, além da clássica bolsinha de selim.

Desde o início, FUNCIONALIDADE, ERGONOMIA e DURABILIDADE formam o tripé que move a marca. Sempre incentivando as pessoas a experimentarem algo diferente, utilizando um equipamento de qualidade.

O foco da CURTLO continua o mesmo: fabricar no Brasil, primando pela qualidade absoluta de seus produtos. Prova disso é a garantia vitalícia dada às mochilas e acessórios. Mesmo brigando diretamente com os produtos importados, a CURTLO continua persistente na busca pelos mais altos padrões de qualidade junto aos seus fornecedores, contribuindo para o desenvolvimento da indústria de uma maneira geral.

 

Inovação e Qualidade

Atualmente, a CURTLO é detentora de um portfólio de, aproximadamente, 230 itens, sem contar as variações de cores e tamanhos. São produtos que variam de bolsa de selim, até mochila cargueira, passando pelo desenvolvimeto de peças técnicas de vestuário que privilegiam bikers, montanhistas e amantes das atividades ao ar livre. Se a CURTLO é hoje uma das principais marcas do mercado outdoor no Brasil, foi graças ao espírito empreendedor e a insistência de Fernando, aliado ao apoio e dedicação incondicional de Verônica, sua parceira nos negócios e na vida. Como o próprio fundador da CURTLO disse, nós não viemos para o mercado outdoor, nós sempre estivemos nele! 


Aonde você for!